QUEM SOMOS

Somos um órgão da UNIÃO DAS SOCIEDADES ESPÍRITAS DO ESTADO DE SÃO PAULO – USE ESTADUAL, associação civil sem fins lucrativos, que congrega e representa o Movimento Espirita no estado de São Paulo junto ao Conselho Federativo Nacional, abreviadamente CFN, criado em consequência do “Pacto Áureo” (assinado em 5 de Outubro de 1949), que por sua vez é o órgão de Unificação da Federação Espírita Brasileira (FEB).

O trabalho de Unificação do Movimento Espírita é uma atividade-meio que tem por objetivo fortalecer e facilitar a ação do Movimento Espírita na sua atividade-fim, que é a de promover estudo, a difusão e a prática da Doutrina Espírita. A implementação deste trabalho dá-se por meio da união dos Centros Espíritas e demais Instituições Espíritas, os quais, sem perder a sua autonomia e liberdade de ação, conjugam esforços e somam experiências, com o objetivo de fortalecer e aprimorar as atividades do Movimento Espírita em geral.

A USE - REGIONAL DE SÃO PAULO, é um dos 24 órgãos que compõem a USE ESTADUAL e que tem por objetivos primordiais auxiliar as instituições espíritas a colocar em prática a Doutrina Espírita através de atividades desenvolvidas organizadamente, encontros fraternos, congressos, palestras, edições de livros, etc. Nossa missão é trabalhar pela UNIFICAÇÃO do Movimento Espírita no município de São Paulo.

 

O QUE FAZEMOS

  • Trabalhar pela UNIFICAÇÃO do movimento espírita do município de São Paulo e orientar sua prática com base nas obras fundamentais codificadas* por Allan Kardec e nas obras subsidiárias.

*Allan Kardec não inventou nem fundou a Doutrina Espírita, que em realidade provém do plano espiritual. Ele, na qualidade de excelente pedagogo, empreendeu a gigantesca tarefa de codificar (consolidar) os ensinos ministrados pelos Espíritos Superiores.

  • Congregar todos os Centros, Grupos e Instituições Espíritas do município, a fim de que eles se orientem pela codificação de Allan Kardec...

 

O que não fazemos

  • Opinar sobre questões particulares das Casas Espíritas e dos Espíritas;
  • Impor pensamentos e opiniões;
  • Vincular o Movimento Espírita à interesses político-partidários;
  • Apoiar iniciativas contrárias ao pensamento da codificação contida nas obras fundamentais da Doutrina Espírita;
  • Interferir na estrutura e funcionamento das Casas Espíritas;
  • Interferir no trabalho das Casas Espíritas.